Segunda onda do coronavírus está sendo pior que a primeira.

Segunda Onda

A segunda onde de casos de coronavírus na Europa está dando sinais que pode ser pior que a primeira.

O numero crescente de casos preocupa os líderes europeus, principalmente pela velocidade que o vírus avança. Países como Alemanha, França e Itália já estão colocando restrições de movimentação, alguns com lockdown parcial, para tentar diminuir os números de novos casos diários.

Para piorar, países que estão entrando na temporada de gripe, como os Estados Unidos, podem sofrer uma onda ainda mais desastrosa.

O hemisfério norte está chegando no inverno, isso pode ser agravar a crise de saúde que vimos no começo do ano, com lugares mais fechados, hospitais mais cheios por causas de outras doenças e pessoas com imunidade mais fraca.

Sem falar o fato de muitas pessoas já estão voltando a suas atividades e se descuidando. As pessoas começaram a deixar um pouco do estresse da COVID-19, e uma segunda onde pode trazer uma sensação nova e talvez mais profunda de medo e incerteza.

A segunda onda tira pode tirar a esperança de que a vida está voltando ao normal, traz a incerteza de quando as pessoas poderão circular sem medo do vírus e do mercado que não sabe quando o comercio e serviços vão voltar ao normal.

Estamos vendo que várias bolsas estão caindo, a incerteza está trazendo novamente números assustadores de desemprego e subindo a inflação e preços.

Agora os países podem saber como controlar melhor o vírus, mas estão fragilizados com os efeitos da primeira onda, especialmente na economia.

No Brasil ainda estamos vendo os efeitos da primeira onda, mas com o numero de casos crescendo na Europa, a preocupação é que os brasileiros possam voltar a ver o colapso do sistema de saúde em diversas cidades.

Manaus, que foi m dos locais mais atingidos no inicio da primeira onda, já demos indícios que a segunda onda chegou, hospitais lotados e busca por leitos voltou a preocupar autoridades.

A preocupação com a economia brasileira pode interferir fortemente nos números da pandemia, Segundo Paulo Guedes, o governo tradara uma segunda onda da mesma forma que tratou a primeira.

Sobre Lucas Carvalho 10 Artigos
Historiador como formação, pesquisador por paixão, anos dando aulas de História, Inglês e Tecnologia, agora minerando dados pela internet.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta